Terça, 22 Agosto 2017 09:17

Artigo 046 - Índices de preço

Escrito por 
Avalie este item
(0 votos)

Artigo Técnico 46/2017 de 22 de agosto de 2017

 

Índices de preço

 

Desde o inicio de 2016 observa-se uma tendência de queda na inflação brasileira, e a partir de 2017 essa tendência de queda se acentuou, o que provavelmente vai fazer com que pela primeira vez na história das metas de inflação, a inflação oficial do Brasil fique abaixo do piso estabelecido pelo Governo Federal, que é de 3% ao ano.

Os principais índices de preços apresentaram quedas sucessivas em seus valores, como por exemplo, o IPCA, calculado pelo IBGE e que é o indicador oficial para determinar a inflação do Brasil, em janeiro de 2017 o índice acumulado nos últimos 12 meses era de 5,35%, já em julho de 2017 esse valor foi para 2,71%, já previsão do Banco Central é que o IPCA feche o ano em 3,51%.

 

Gráfico 1 – Índices de preços acumulado nos últimos 12 meses

Fonte: IBGE, FGV, DIEESE.

 

O Índice Geral de Preços Disponibilidade Interna (IGP-DI), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) é um dos poucos que apresentam resultado negativo, registrando em julho deste ano uma deflação de 1,44%. Está queda deve-se a retração registrada nos preços por atacado, que já acumulam uma queda de 4,18% nos últimos 12 meses.

Essa retração nos índices de preços deve-se a alguns fatores, dentre eles uma melhoria climática que favoreceu a produção agrícola, uma valorização da taxa de câmbio, a redução do preço dos combustíveis, e principalmente o desaquecimento da economia, o que impossibilita por parte dos empresários o repasse integral de aumento dos custos.

Alguns outros indicadores são apresentados na tabela abaixo:

 

Tabela 1 – Índices de preços acumulado nos últimos 12 meses

Meses

IPCA (IBGE)

INPC (IBGE)

ICV (DIEESE)

IPC (FIPE/USP)

IGP-DI (FGV)

INCC-DI (FGV)

Julho/17

2,71%

2,08%

2,09%

2,11%

-1,44%

4,49%

Junho/17

3,00%

2,56%

2,17%

2,47%

-1,53%

4,68%

Maio/17

3,60%

3,35%

2,95%

3,09%

1,05%

5,72%

Abril/17

4,08%

3,99%

3,26%

3,73%

2,71%

5,14%

Março/17

4,57%

4,57%

4,04%

3,57%

4,38%

5,74%

Fevereiro/17

4,76%

4,69%

4,48%

4,43%

5,22%

6,25%

Janeiro/17

5,35%

5,44%

5,37%

5,45%

5,99%

6,13%

Fonte: IBGE, FGV, DIEES, FIPE/USP

 

 

 

FÁBIO RODRIGUES MARTINEZ

CORECON-RR 2077

Ler 98 vezes